Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

Bariloche: Centro Cívico, Cerro Otto e Circo Gueorgue

Bariloche, Abril 2016


Centro Cívico
Os passeios que fizemos a Isla Victoria e ao Cerro Tronador, foram passeios um tanto quanto distantes do centro de Bariloche. Neste post agora pretendo comentar um pouco do que vimos e fizemos sem precisar nos distanciar muito do apartamento onde ficamos. Assim sendo, nada mais apropriado do que falar do Centro Cívico que é o marco zero de Bariloche, onde normalmente os turistas iniciam a exploração da área central da cidade.


O Centro Cívico é um conjunto arquitetônico inaugurado em 1940 que hoje abriga um museu, a sede da prefeitura de Bariloche, a sede da polícia e uma biblioteca. Fica numa praça bem de frente para o lago Nahuel Huapi. Em manhãs sem chuvas você encontrará pelo menos um cão da raça São Bernardo, típico dos Alpes Suíços, disponível para posar para uma foto com você! rs

Cerro Otto

O Cerro Otto é um monte de 1405 metros de altura que fica bem próximo do centro de Bariloche. Existem alguns guichês no centro onde é possível compra…

Bariloche: Cerro Tronador e Ventisquero Negro

Bariloche, Abril de 2016

Ainda sobre os passeios em Bariloche...

Cerro Tronador e Ventisquero Negro (Glaciar Negro)

Assim como os passeios para a Isla Victoria e o Bosque de Arrayanes, compramos o tour para o Cerro Tronador na Turisur. Esse era o passeio que eu mais tinha expectativas desde o início do planejamento do roteiro da viagem! Como seria quase um dia inteiro passeando a céu aberto, deixamos pra fazê-lo no dia com menor probabilidade de chuva possível e graças a Deus deu certo!
O Cerro Tronador é um vulcão extinto de aproximadamente 3.490 metros, localizado em um dos pontos fronteiriços entre Argentina e Chile. No cume desse vulcão, há precipitação de neve o ano todo o que gera uma acumulação de gelo. Esse gelo acumulado por sua vez forma o Glaciar Manso. Como o Glaciar Manso está no cume do vulcão e constantemente em movimento, há sempre queda de gelo para a base do vulcão. O ruído gerado por essa queda de blocos gigantes de gelo se assemelha ao som de um trovão. Daí o nome…

Bariloche: Isla Victoria e Bosque Arrayanes

Bariloche, Abril 2016
No post anterior falei um pouco da nossa chegada em Bariloche iniciando o nosso tão esperado período de férias. A partir de agora vou registrar alguns dos passeios que fizemos na região que é riquíssima em belezas naturais como é comum em toda a Patagônia! Não vai dar pra falar de tudo em apenas um post então essa é apenas uma primeira parte.
Passeio de barco a Isla Victoria

A Isla Victoria é uma ilha protegida pela reserva ambiental do Parque Nacional Nahuel Huapi. Compramos o passeio pra lá na agencia de turismo Turisur que tem pelo menos duas lojas no centrinho da Bariloche. Para chegar até a ilha, um ônibus da agencia nos levou do apartamento até o Puerto Pañuelo que fica próximo ao famoso Hotel Llao Llao. Do Puerto Pañuelo embarcamos num catamarã de outra agencia, a CAU-CAU, e iniciamos a navegação pelo lago Nuhuel Huapi.
Já na Isla Victoria, as atividades foram: caminhadas em trilhas leves e contemplação da flora local enquanto recebíamos explicações dos gui…

Início das férias 2016 em Bariloche!

Bariloche, Abril de 2016
Um dos momentos mais aguardados do ano havia chegado pra nós: As férias! E com ela uma programação de viagem para alguns destinos que pra nós eram inéditos. O primeiro deles foi San Carlos de Bariloche, na Província de Rio Negro... A porta de entrada da Patagônia Argentina e talvez a cidade mais turística daquele país.

No início de 2013 eu visitei outras duas "cidades" da Patagônia Argentina que me transformaram num admirador das belezas naturais da região. Foram elas El Calafete, famosa pelas geleiras gigantes e Ushuaia que é a cidade mais ao sul de todo o mundo. Escrevi sobre elas aqui no blog.
Chá de aeroporto

Como do Rio de Janeiro não havia voo direto para Bariloche, tivemos que fazer conexão no Aeroparque em Buenos Aires e, apesar de ter escolhido a conexão com menor tempo possível, a Aerolineas Argentinas fez o favor de trocar nosso voo e acabamos levando quase 10 horas no total até chegar no apartamento que pegamos pelo Airbnb em Bariloche.