Pular para o conteúdo principal

MERCADO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

São Paulo, Junho de 2017

Apesar da curta distância entre São Paulo e Rio, estive muito poucas vezes na capital paulista. A trabalho fui pro Nordeste diversas vezes; a passeio andei bastante pelo Sul e mais recentemente tenho desbravado um pouco do interior de Minas....

São Paulo nunca esteve em minha lista prioritária de lugares pra conhecer mas sempre tive curiosidade com o Mercado Municipal da cidade, conhecido por eles como Mercadão. 

Mais curiosidade ainda eu tinha em provar a principal iguaria vendida nesse mercado: O sanduíche gigante de mortadela!

No início de Junho, devido a compromissos profissionais, fui enviado a São Paulo e aproveitei a oportunidade para finalmente visitar o mercadão!

Fachada do Mercado Municipal de São Paulo
O Mercado Municipal de São Paulo se divide em dois andares. No térreo, uma enorme quantidade de stands vendendo frutas, presunto ibérico, vinhos, azeites, embutidos, queijos, grãos, carnes e uma infinidade de outros produtos....

Ali há também alguns locais para se fazer lanches rápidos. Subindo a escada, no mezanino, existem restaurantes para quem busca refeições mais completas.

Mercado Municipal de São Paulo
Mercado Municipal de São Paulo
Pelos corredores do Mercadão, vê-se muitas cores, escuta-se barulho e há muito movimento, como é de se esperar de qualquer mercadão! O belo prédio, construído em 1933, tem arquitetura em estilo eclético e grandes vitrais coloridos!

Eu no Mercado Municipal de São Paulo
Vitral no Mercado Municipal de São Paulo
Durante a minha estadia na cidade, estive por duas vezes no Mercadão e nas duas vezes na hora do almoço! Logo na primeira oportunidade, comi o famoso sanduíche de mortadela! Apesar de ser vendido em vários stands, o melhor deles é o da Padaria Paulista, no térreo, onde eles inclusive fazem questão de exibir fotos com diversos famosos que provam a iguaria nesse estabelecimento!

Comendo Sanduíche de Mortadela no Mercadão
Quando eu recebi o sanduíche achei que era piada! Realmente gigante! A verdade é que não é pão com mortadela e sim mortadela com pão! rsrs Muito saboroso (e gorduroso)! Pão torradinho, no ponto! Ficou valendo como almoço mesmo!

Comendo Sanduíche de Mortadela no Mercadão
Para completar, por onde quer que você ande dentro do Mercado Municipal de São Paulo, você sempre esbarra com uma colorida e cheirosa banca de frutas com um fruteiro na frente te oferecendo provas inusitadas e fresquinhas! Provei kiwi-banana, caqui-laranja, uva black-safira,   morango com tâmara além de outras frutas e combinações menos exóticas.... Tudo muito saboroso! Para mim serviu como sobremesa! Natural e de graça! Quer mais?
Um dos mosaicos de frutas no Mercadão!
É isso... um pouco mais de São Paulo nos próximos posts!

Abcs

Renato Vieira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vinícolas em Santiago: Viña Aquitania

Santiago, Abril de 2015

A Viña Aquitania foi a segunda vinícola que conhecemos em Santiago. Assim como a Concha y Toro, fica bem afastada do centro da cidade mas pode ser acessada com certa facilidade com a combinação metrô e táxi. A estação mais próxima da Viña Aquitania é a estação Quilin, na ruta verde do metrô santiaguino.
Diferente da Concha y Toro, a Viña Aquitania é pequena e desconhecida até mesmo para muitos chilenos. O primeiro taxista que pedimos pra nos levar lá nem sabia da existência dessa vinícola. Fundada por enólogos franceses da região de Bordeaux, a Aquitania produz somente vinhos Reserva e vinhos Premium e tem produção limitada tendo como foco sempre a qualidade ao invés da popularidade e produção em massa. Ainda assim, a maior parte da pequena produção é exportada para países na Europa e para os Estados Unidos. Descobri a Viña Aquitania quando pedi dicas do Chile a Madu, uma colega de trabalho, que também gosta de vinhos e tinha visitado essa casa durante uma via…

Pinguinera - Ilha Martillo - Ushuaia

Quando saímos do porto de Ushuaia ontem depois do passeio de barco pelo Canal Beagle, Simona e Inbal me disseram que tinham planos de ir até a Laguna del Caminante no dia seguinte, bem cedo, hitchhiking, ou seja, pedindo carona para desconhecidos na estrada. Apesar de admirar muito esse espírito aventureiro delas, falei que talvez não fosse até porque poderia atrasá-las já que na minha cabeça dar carona pra duas meninas seria bem mais fácil do que dar carona para um marmanjo. Peguei o contato delas, nos despedimos e fui pro albergue ver o que faria no dia seguinte.
Ushuaia, Tierra del Fuego, 6 de Fevereiro de 2013

Decidi visitar a Ilha Martillo (nome visto nos mapas) ou Ilha Yécapasela nome original indígena. De especial nessa ilha, nada mais nada menos que uma colônia gigante de pinguins! Assim como os leões marinhos de ontem, pinguins são outros animais míticos para nós brasileiros que, desde a nossa infância, só os vemos pela TV! Nesse passeio, finalmente, teria a oportunidade de …

Uma tarde em Colonia del Sacramento - Uruguai

Buenos Aires / Colonia del Sacramento, 15 de Fevereiro de 2013

Colonia del Sacramento. Esse é o nome da cidadezinha uruguaia distante 1 hora de Buenos Aires pelo Rio de la Plata, navegando no Catamarã rápido da Buquebus. Na verdade existem outras companhias de barco que fazem essa rota como a Colônia Express, por exemplo. Escolhi a Buquebus que é a maior e mais popular. A proximidade com Buenos Aires e o fato de Colonia ser bem pequena, favorecem e viabilizam um bate-volta no mesmo dia. Decidi chegar lá no Uruguai na hora do almoço e voltar a noite.
A passagem comprei pela internet ainda no Brasil. Existem promoções pra quem volta no mesmo dia. Apesar de sermos todos "hermanos", achei o processo de emigração e imigração no terminal do Buquebus bem sério. Entrei num guichê onde um oficial portuário argentino carimbou minha saída do país e, logo em seguida, na cadeira ao lado, um oficial portuário uruguaio me fez perguntas simples e carimbou minha permissão de entrada no Urugu…

A busca pelo peixe perfeito em Pipa

Pipa-RN, Maio de 2016

Já nos últimos dias de Argentina pensávamos bastante na nossa volta ao Brasil e principalmente na  nossa chegada ao Nordeste... Pensávamos em o quanto seria gostoso poder comer um bom peixe de água salgada depois de quase duas semanas comendo carne vermelha... Desde o nosso primeiro dia em Pipa fomos então a busca desse tão desejado peixe e graças a Deus a oferta era tão grande quanto a nossa vontade! :) Encontramos alguns muito bons, outros normais mas apenas um PERFEITO! Importante é que terminamos nosso período em Pipa realizados nesse quesito! Para registro, aqui vão dois lugares onde comemos um bom peixe por lá:


Caxangá - Esse restaurante fica bem na praia e serve uma variedade de pratos para além do nosso desejado peixe! Bem tradicional em Pipa, o restaurante faz questão de anunciar através de plaquinhas os nomes de famosos que já comeram por ali... Por ligar muito pra isso (para não dizer o contrário) no momento em que estou escrevendo esse post s…

Café Colombiano em Bogotá

Bogotá, Abril de 2015
Juan Valdez
A Colômbia é o terceiro maior produtor de café do mundo perdendo apenas para o Brasil e para o Vietnã.  No quesito orgulho de seu café no entanto, os colombianos são os primeiros colocados. Eles têm total fascínio pelo café nacional. Por ser uma cidade com temperaturas mais baixas e concentrar grande quantidade de empresas e prédios de departamentos públicos, Bogotá tem várias lojas de café espalhadas pela cidade que estão sempre cheias principalmente durante a manhã, após o almoço e no final de tarde. O mais legal disso tudo é que a loja de café mais popular e com mais franquias / unidades na cidade não é a americana Starbucks e sim a Juan Valdez, um coffee shop 100% colombiano que comercializa café colombiano e foi criado pela própria associação colombiana de produtores de café tendo como sua bandeira principal a valorização e divulgação do café nacional.



Demorei alguns dias para encontrar um Starbucks em Bogotá (não que estivesse procurando).…